domingo, 13 de julho de 2014

Um dia

Um dia vou acordar com o barulho do despertador do telemóvel. Vou levantar-me da cama com alguma dificuldade e depois do banho matinal, acordar o atrasado mental que dorme comigo todas as noites. Vou dar-lhe um beijinho de bom dia ou atirar-lhe uma almofada, dependendo da minha disposição. Vou escolher o outfit do dia no meu closet de sonho e maquilhar-me e esticar o cabelo. Vou fazer um pequeno-almoço digno de um ser humano, para mim e para o atrasado mental e vou tomá-lo com calma. Vou despedir-me dele e pegar no meu Mini e pôr-me a caminho do trabalho. Do trabalho que sempre quis. Vai passar uma manhã produtiva e à hora de almoço vou almoçar com a amiga de sempre (sim, tu!!). Vamos pôr a conversa em dia, mas o almoço vai ser num sítio saudável e com esplanada, porque até lá viramos pessoas mais motivadas e disciplinadas. Vou voltar para o trabalho e vou ter a tarde preenchida com reuniões. Ao fim do dia vou a voar para o ginásio, porque me apetece. Volto para casa e vou tê-lo à minha espera pronto para seguir para casa deles. Sim porque vamos reunir o grupo do costume, com os respectivos maridos e mulheres. E vamos conversar e rir e beber. E pensar que um dia fomos adolescentes e fizemos tantas coisas mal.

Sem comentários: