sábado, 8 de junho de 2013

Aaaiii que isto custa tanto

Sinceramente nem sei o que escrever. Já aqui disse que tenho escolhido muito bem os meus amigos e se há coisa que me custa é deixá-los. Nem que seja só por deixarmos de ser todos da mesma turma. Há ligações que se criam, amizades que se fazem, laços que se intensificam e, dias como o de ontem, tornam-se sempre difíceis por causa disso. O mundo não vai acabar e nós vamos continuar a ver-nos todos os dias, mas, mesmo assim, o meu coração continua todo apertadinho, por pensar que há a possibilidade de algumas destas amizades se irem desvanecendo lentamente. Não quero dar aquele passo sozinha. Falta um ano para acabar o secundário e não quero acabá-lo sem aquelas pessoas. É difícil pensar que pode ter acabado e que podia ter aproveitado tão mais!
E depois há duas pessoas que, mesmo na recta final, se lembram de aparecer e de mudarem tudo! Num mês muita coisa pode mudar e estas duas pessoas mudaram muita coisa. Não estou arrependida de quase nada, excepto de não as ter obrigado a aparecer mais cedo! Tenho tanta sorte, caramba...
E depois ainda há mais duas pessoas, que são AS pessoas. Aquelas que eu sei que vou gostar para sempre e que espero que sejam os meus melhores amigos para sempre! O futuro não se pode prever, mas se pudesse nunca mais largava esta gente! É por causa de amigos destes que eu sei que as coisas não vão ser assim tão más. Mas custa, e não me venham cá dizer que não é preciso chorar, porque eu sou uma chorona e, para mim, pessoas destas são demasiado especiais para se deixarem assim.
"Se algum dia se despedirem de mim, levam duas estaladas nessa cara."


Sem comentários: