terça-feira, 26 de novembro de 2013

The black sheep

Quando me meto em alguma coisa, gosto de a fazer bem feita. Há coisas das quais gostamos e aí sim, a motivação é gigante e até fazemos tudo a dobrar, se for preciso. Há outras coisas que nos custam, mais do que levantar da cama de manhã (esta é mentira, nada custa mais que levantar da cama de manhã) ou do que tomar banho em pleno pico do Inverno (se vocês soubessem o horror que é para mim isto) e aí, apesar de primar pela excelência em (quase) tudo, nestas coisas, se for preciso, fico-me pelo "Suficiente" ou "Bom". 
Mas, independentemente disto, para além de gostar de deixar tudo feito excelentemente, e de querer ser, também, a melhor em tudo, dentro dos limites, gosto de marcar a diferença. Gosto de me destacar e de ser diferente do resto dos carneirinhos. Gosto, quando está toda a gente muito certa que é para a esquerda que temos de ir e eu continuo a fincar o pé e a dizer que é para a direita. Gosto de não ser igual e acho que faço isso bem! No desporto fui assim e tenho muito orgulho da função que desempenhei e da maneira como a desempenhei. Na escola também sou assim, talvez menos, mas sou, ou, pelo menos, tento ser. (Já me alertaram que tenho vindo a perder esta qualidade e tenciono mudar isso. É o bom de receber uma crítica e saber ouvi-la.) E, neste momento, sei que estou a marcar a diferença num dos projectos em que estou envolvida.
Quero que as pessoas "falem" de mim quando não estou presente (não é egocentrismo é algo do género "já sabes o que ela anda a fazer?" ou "bem me disseste que ela era assim empenhada"). Quero que um dia digam "Foi ela que fez isto" ou "Devias tê-la conhecido" ou "Ela foi um exemplo para mim". Quero que, aquelas pessoas que são realmente importantes para mim, um dia me digam que têm orgulho em mim, pela pessoa que sou e por aquilo que fiz. E, acima de tudo, quero, eu própria, ter orgulho de mim!
Sei que é difícil e que, normalmente, aquilo que fica para ser recordado são as últimas impressões das pessoas e, muitas vezes, essas são negativas. Nunca mais me esqueço de uma pessoa muito importante para mim uma vez ter dito "Aquilo pelo qual vocês vão ser recordadas é por aquilo que fizerem hoje. É a vossa última oportunidade de limparem a vossa imagem e de a tornarem positiva." Foram palavras marcantes e que, me fizeram perceber, que temos uma última oportunidade de mudar aquilo que pensam a nosso respeito. Está nas nossas mãos decidir se queremos que seja algo positivo ou negativo. Eu sei o que quero e devo isso à educação que tive.

2 comentários:

Rita Maria disse...

Eu tenho orgulho em ti. Muito. Digam o que disserem, serás sempre uma das pessoas de quem mais gosto e de quem mais me orgulho. Tu sabes que és boa naquilo que fazes, mas, mesmo assim, queres ser ainda melhor. Queres que tudo seja perfeito. Apesar de muita gente achar que isso pode ser um defeito, não é. Claro que há que ter limites quando se fala em perfeccionismo e tu tens esses limites., tu sabes quando parar. Tu és boa. Ninguém o pode negar.
Se marcas a diferença todos os dias? Não. Tu marcas a diferença quando deves marcar. Tu marcas a diferença quando ninguém está à espera. Este ano já marcaste a diferença. Na campanha para a Associação de Estudantes. Tu (em conjunto com os outros 4 mosqueteiros) marcaste a diferença.
Admiro-te pela força de vontade que tens e pelo amor que pões nas coisas que fazes. Acredita que em todos os projetos em que estiveres envolvida, eu vou lá estar para te apoiar, para te dizer "Eu tenho orgulho em ti" e sei que, um dia, vou dizer aos meus filhos que a tia B. me ensinou isto e aquilo, que fez a diferença naquele projeto.

B-Maria disse...

OH MEU DEUS!!!
Adorei!!! Nem sei que te hei-de responder. Obrigada pelas palavras e obrigada por tudo ao longo destes seis anos. Vou gostar de ti para sempre :c És das melhores pessoas que conheço, muito especial mesmo, não duvides disso, e tenho muito orgulho na nossa amizade!!!!!!!!! Adoro-te milhões de milhões!!
P.S: Os teus filhos vão dizer "A sério? Aquela gaja maluca era assim?" Ahahahahahahahahah