quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Um ano há espera e já foi

Passamos o ano há espera desta semana e depois, quando damos por nós, já estamos a arrumar a casa e a desfazer tudo. O Natal já lá vai, daqui a uns dias temos a passagem de ano e quando dermos por nós, já 2014 vai a meio. O tempo anda a assustar-me. Parece que tudo passa a voar e que não temos tempo para nada. Sinto que não consigo aproveitar dia nenhum e tenho medo que chegue tudo muito rápido. Mas, não estava planeado este post ser sobre isso. Pois bem, tiveram um Natal bonzinho ou foi assim assim? O meu, ao contrário do que esperava, nem foi assim tão mau. Estava tudo muito bem disposto e, por isso, ainda deu para ter algumas boas conversas, para rir um bocadinho e para dizer algumas piadas (algo que não é habitual por estes lados, vamos confessar). 
Quanto à "melhor parte" (não é a melhor, mas toda a gente gosta de receber prendas, não sejamos hipócritas), o Pai Natal conseguiu ser bem generoso e este ano não precisei de usar a minha cara de falsa. Por mais boa pessoa que seja, no Natal não tenho coragem de dizer às pessoas que não gostei do presente que me deram... Gostei de tudinho, mas a melhor foi mesmo o telemóvel! O meu anterior já estava todo rachado (literalmente rachado) e há pouco tempo morreu mesmo: desligou e nunca mais voltou a dar sinais de vida, e, actualmente, andava com um antigo que nem para ter aplicações dava. Agora sim, tenho um telemóvel "a sério" e, daqui a uns dias, vou começar a encomendar capas todas giras do ebay, que elas nas lojas custam os olhos da cara e não são nada bonitas.
E pronto, o meu Natal foi assim. Podia ter sido melhor? Podia, mas assim já foi óptimo e é nestas alturas que temos de agradecer tudo o que temos. Já agora, obrigada por estarem aí! São os maiores!!!

1 comentário:

Miguel Alexandre Pereira disse...

Concordo contigo, o tempo passa tão depressa, passamos grande parte da nossa vida a correr sem a aproveitar ao máximo. Estou a ver que a quadra natalícia te promoveu muitos sorrisos, isso é que é preciso, assim tudo vale a pena :)